Haddad e a redução de danos

              O momento político é grave, todas as nossas instituições estão sendo colocadas à prova. Mas, considerando-se os riscos, é preciso assumir-se posições e não abrir brecha para omissões ou vacilações. No segundo turno das eleições presidenciais, em nome da “redução de danos”, irei votar em Haddad. Porque, apesar de todos os erros e defeitos do PT, suas lideranças possuem uma grande virtude, o respeito às regras do jogo democrático. Todos os eminentes petistas presos, inclusive o Lula, estão cumprindo suas penas e tentando safar-se apenas dentro das regras do sistema jurídico institucional. Imaginemos Bolsonaro acusado, julgado e condenado: aceitaria ele a prisão? Ou conclamaria seus seguidores a uma resistência armada, que colocaria a sociedade brasileira à beira de uma guerra civil? Continuemos imaginando um hipotético Governo Bolsonaro, por áreas, com suas consequências:...

Leia Mais
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com