O Brasil e o tiro no pé

Tenho para vocês uma boa e uma má notícia. A boa é que o presidente Bolsonaro não conseguirá se reeleger. A ruim é que isto ocorrerá porque a economia não sairá de sua modorra. O resultado ruim terá contribuição externa: se avizinha uma recessão nos EUA e Trump terá dificuldades de se reeleger, a economia chinesa começou a definhar, a Alemanha também está entrando em recessão, e a Inglaterra, com o brexit, andará para trás. Como os argentinos votaram na direita, com Macri, e ele perdeu as prévias eleitorais, sinalizando a volta da esquerda de Cristina Kirchner com Alberto Fernandéz, Bolsonaro deve colocar as barbas de molho, pois por aqui não deverá ser diferente. Bolsonaro ofendeu nossos vizinhos, tentando apoiar Macri, mas seu tiro saiu pela culatra, porque seu “apoio” terminou por favorecer o...

Leia Mais

O Falso Liberalismo ou o Fascismo Disfarçado...

No Brasil as siglas partidárias em geral não expressam os nomes dos partidos que representam, são enganadoras. O PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) apesar do nome de centro esquerda, abriga alas de centro direita, com liberais progressistas e democratas cristãos, e hoje, com João Doria (SP), Eduardo Leite (RS) e Nelson Marquezan (Porto Alegre), desponta como grande representante do neoliberalismo no país. Deputados abrigados num Partido Trabalhista votam contra os interesses dos trabalhadores, como os do PDT que votaram a favor da Reforma da Previdência que diminuirá o valor da aposentadoria dos mais pobres. Na época da ditadura militar, o PFL (Partido da Frente Liberal) era de situação, ou seja, pseudo liberais no Brasil apoiavam a ditadura. E hoje, com o Governo Bolsonaro, temos no poder um falso liberalismo. Os Chicago Boys, que...

Leia Mais

O Sorriso Amarelo

Nada representa melhor nossa vida do que o “riso amarelo”. Amarelo não porque é uma obra de Van Gogh, mas porque o que mais fazemos na vida é engolir em seco, dar a volta por cima e sorrir amarelo, como que dizendo: que fazer? Não que nada possa ser feito, sempre fazemos tudo o que é possível, mas nem tudo está ao nosso alcance, por exemplo, a opinião pública predominante, refletida nos políticos escolhidos pelo voto e que exercem o poder, e a mídia que faz o jogo dos fortes. Como vivemos numa era de extremos, fica cada vez mais difícil o diálogo, o consenso, o entendimento, por isto se diz que a democracia está em risco. Mas o riso amarelo é também a resposta ao fato de que os privilegiados sempre escapam, no...

Leia Mais

A Democracia sob Ataque

A extrema direita, assim como a extrema esquerda, sempre teve vocação autoritária; com o Governo Bolsonaro não é diferente. São pilares básicos da democracia eleições livres, separação entre os poderes, liberdade de imprensa, garantia dos direitos individuais e da livre manifestação do pensamento. Isto implica na existência de uma oposição coexistindo com a situação dentro das regras democráticas, ou seja, dialogando sobre os rumos da Nação. Quando um presidente ataca a imprensa por fazer o seu papel, debocha e ofende os estudantes universitários que protestavam com justiça sobre os cortes de verbas na educação e na pesquisa científica, e compartilha nas redes sociais publicações que defendem o fechamento do Congresso Nacional e da Suprema Corte do país, está apostando no golpe e num Governo ditatorial. Bolsonaro insufla seus seguidores a saírem às ruas no...

Leia Mais

Bolsonaro e a estratégia das abobrinhas...

O colunista Bruno Boghossian acertadamente aponta que “Bolsonaro quer consertar a geladeira enquanto a casa pega fogo”, ou seja, quer administrar picuinhas e não o essencial. A economia patina, a renda cai, em janeiro e fevereiro as pessoas compraram 5,2% a menos de itens básicos, a taxa de desemprego é mais que o dobro da média mundial (12,5% em 2018), o Brasil é o 9º país mais desigual do planeta, o meio ambiente se deteriora a olhos vistos, enquanto vemos ações do presidente como: 1.     Extinguir o horário de verão; 2.     Censurar (inconstitucionalmente) uma peça publicitária do Banco do Brasil por abordar a diversidade,  público-alvo da propaganda; 3.     Retirar os Cursos de Sociologia e Filosofia das Universidades Federais e dos auxílios de pesquisa do CNPQ e CAPES; 4.     Atenuar a infração aos motoristas infratores; 5.    ...

Leia Mais

O clã Bolsonaro e a bandidagem...

Causa espanto que com Bolsonaro, sua família, seu partido e seu Governo, esteja acontecendo o que já aconteceu com Collor de Mello e o PT. Ou seja, ganha-se a eleição com um discurso anticorrupção e, pouco tempo depois, começam a aparecer fatos que demonstram que os eleitores foram ludibriados. Está na mídia: O deputado Onix Lorenzoni, que já admitiu ter recebido caixa 2 da JBS, e está hoje chefe da Casa Civil do Governo Bolsonaro, pagou, através de seu Gabinete, R$ 492 mil a empresas de contabilidade e consultoria tributária de seu amigo e filiado ao DEM, Cesar A. F. Marques. A Prefeitura de Porto Alegre e o Conselho Regional de Contabilidade estão fazendo uma auditoria nas empresas de Marques: Office RS Consultoria Sociedade Simples Ltda. ​O deputado Luciano Bivar (PE), presidente do PSL...

Leia Mais

O Brasil em marcha à ré

De início cabe esclarecer que não sou petista (nunca fui) e nem comunista, portanto, o que irei escrever não é bruxaria. Tenho pensado no tempo da ditadura militar, quando eu amava o meu país e tinha vergonha de ser brasileiro. Hoje me dou por conta que, apesar de continuar amando o meu país, voltei a sentir vergonha dele. Vejo que estamos entrando numa fase complicada, feita de passos atrás, como se, arrependidos dos avanços que tivemos, quiséssemos retroceder e reescrever a história. O Governo Bolsonaro foi eleito baseado num discurso falso, de que existe uma ameaça comunista, quando não existe mais guerra fria e a URSS acabou. No Brasil os partidos “comunistas” são comunistas só no nome, pois quando eleitos jogam o jogo que jogou o PT, ou seja, respeitam a democracia e suas...

Leia Mais

Haddad e a redução de danos

              O momento político é grave, todas as nossas instituições estão sendo colocadas à prova. Mas, considerando-se os riscos, é preciso assumir-se posições e não abrir brecha para omissões ou vacilações. No segundo turno das eleições presidenciais, em nome da “redução de danos”, irei votar em Haddad. Porque, apesar de todos os erros e defeitos do PT, suas lideranças possuem uma grande virtude, o respeito às regras do jogo democrático. Todos os eminentes petistas presos, inclusive o Lula, estão cumprindo suas penas e tentando safar-se apenas dentro das regras do sistema jurídico institucional. Imaginemos Bolsonaro acusado, julgado e condenado: aceitaria ele a prisão? Ou conclamaria seus seguidores a uma resistência armada, que colocaria a sociedade brasileira à beira de uma guerra civil? Continuemos imaginando um hipotético Governo Bolsonaro, por áreas, com suas consequências:...

Leia Mais

Os extremos se tocam

Diz uma conhecida e antiga máxima: “os extremos se tocam”. E eu prefiro dizer: os opostos extremos se assemelham. E isto fica muito claro no segundo turno das eleições presidenciais brasileiras, neste ano de 2018. Quando pensamos historicamente, vemos que a arte produzida pelo comunismo soviético após 1919, e os regimes fascista na Itália e nazista na Alemanha antes da 2ª guerra mundial eram muito assemelhados. Tanto o comunismo marxista quanto o nazi-fascismo defendem regimes ditatoriais; possuem inimigos internos (os burgueses para os comunistas e os judeus para os nazistas); perseguem, prendem e matam opositores; discriminam negros, ciganos, deficientes físicos, estrangeiros e homossexuais; prestam culto à personalidade de seus líderes; censuram a livre expressão da opinião, a imprensa, a liberdade de reunião e de ir e vir. A ditadura de Franco na Espanha e...

Leia Mais

Em quem votar nas próximas eleições?...

             O artigo que se segue é um artigo de opinião, portanto, não é isento ou faz uma análise neutra. Mas, ao dar minha opinião, talvez ajude um pouco os indecisos. Primeiro, cabe ser racional e não emocional quando se vota. Daí que de saída irei descartar todos os candidatos que, pelas pesquisas e outros quesitos, como tamanho de seus partidos e representatividade de seus candidatos, certamente não chegarão ao segundo turno: Álvaro Dias, João Almoedo, Henriques Meirelles, Vera, Cabo Daciolo, Guilherme Boulos, João Goulart Filho e Eymael. Portanto, não comentarei estes, apesar de alguns serem representantes de partidos autênticos, como Boulos do PSol, ou de forças políticas hegemônicas, como Meirelles do MDB. E apesar de encontrarmos, dentre estes, propostas importantes e interessantes, como a defesa da auditoria da dívida pública feita pelo João...

Leia Mais

O PT e o apoio ao Lula

O PT decidiu politizar o julgamento do Lula, e precisava passar a impressão de que o ex-presidente tem massivo apoio popular. Como o julgamento em segunda instância está se dando, neste instante, em Porto Alegre, era preciso atos políticos na cidade em apoio ao Lula. Mas Porto Alegre, que já foi capital do PT em sucessivos mandatos, hoje tem um prefeito eleito antipetista, o que não garantiria gente nos atos da cidade. Solução: trazer gente de fora. Mas como seria difícil e caro mobilizar apoiadores de outras cidades, o PT mostrou-se criativo. Porto Alegre sediou encontro do Fórum Social Mundial, com eventos paralelos, como um sobre Previdência, outro sobre feminismo e questões de gênero, etc. Ou seja, muitos vereadores e servidores públicos de municípios puderam se afastar com viagens pagas pelos cofres públicos, em...

Leia Mais

O absurdo Governo Temer

O Governo Temer não cessa de nos espantar com seus absurdos. O primeiro e óbvio, é que, tendo sido eleito vice-presidente da Dilma, só teria legitimidade para dar continuidade ao programa de governo da ex-presidente. Portanto, sua teimosia em fazer reformas sem apoio popular é um desserviço à nossa democracia. Segundo, Temer tem menos lastro moral que a ex-presidente, já que ela foi acusada de “pedalar” na economia, mas não em proveito pessoal, enquanto Temer tem contra si denúncias graves de corrupção, com malas de dinheiro, gravações, denúncias de delatores e outras provas contra si. Terceiro, enquanto discursa sobre o rombo das contas públicas, Temer usa de dinheiro público para “comprar” apoio no Congresso e gasta milhões em propaganda enganosa a favor da sua Reforma da Previdência. Sua propaganda dá a entender que a...

Leia Mais

Sobre as Dívidas do RS e do Brasil...

O Governador do RS, José Ivo Sartori, acabou de encaminhar, em regime de urgência, à Assembleia Legislativa do RS o pedido de aval de acordo com a União (já foi pedido à União um pré-acordo), para que o Estado gaúcho posso aderir ao Regime de Recuperação Fiscal – RRF. Vamos ver os absurdos contidos nesta ação do Governador gaúcho: ele quer que o Poder Legislativo do RS assine um cheque em branco, já que os deputados teriam de aprovar um Projeto de Lei Complementar – PLC que é menos que uma folha impressa, ou seja, irão aprovar um texto vago, em que os detalhes do acordo entre Estado e União serão definidos depois; sabe-se que, entre outras coisas, o acordo contemplará a retirada da Constituição Estadual da necessidade de uma consulta plebiscitária sobre a...

Leia Mais

Opinião Curta e Longa

O Leão nu A grande imprensa está claramente favorecendo os interesses do mercado, ao insistir na necessidade da Reforma da Previdência ainda no Governo Temer, e por não dar destaque à notícia de que o Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central no Governo Lula, e o Ministro da Agricultura, Blairo Maggi, possuem dinheiro aplicados em fundos administrados por empresas de sociedade offshore (empresas de fachada) em paraísos fiscais. É um completo escárnio não se dar destaque a isto, pois o ministro Meirelles prega “moral de cuecas”, enquanto fala do déficit fiscal da Previdência e ele próprio é um sonegador de impostos. Como o chefão da Receita (quem monta no Leão), pode continuar a exercer seu cargo tendo não declarado o dinheiro que enviou ao exterior?   O controle da venda de armas...

Leia Mais

Política e Asco

A política, que sempre me foi uma paixão, hoje me dá asco. Tento ver e ouvir notícias para me sentir atualizado, mas elas me fazem mal. Como pode Trump ser presidente dos EUA? Como pode o chavismo ter ganho as eleições na Venezuela? Como pode Temer ser ainda o presidente do Brasil? E quando vemos o discurso e as ações de nossos senadores e deputados, parece que temos não representantes nossos, e sim políticos que representam apenas e exclusivamente os seus interesses pessoais e escusos, sem nenhum respeito pela coisa pública. Mas quando pensamos na justiça como uma saída, vemos que os nossos juízes, no geral, não são completamente diferentes. A primeira decisão do Conselho Nacional de Justiça foi aumentar os proventos de seus próprios integrantes. O Tribunal Superior Eleitoral conseguiu inocentar a chapa...

Leia Mais

Fora Temer!

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, divergindo de seu partido, que permanece em cima do muro defendendo o indefensável presidente Temer, concedeu entrevistas defendendo eleições diretas. E, como ele, também mudarei de ideia, e passarei a defender, a partir de agora, eleições diretas para presidente. Estou ciente que isto implica em mudar a Constituição, e que os prazos atuais em vigor não permitiriam que tal se desse em curto prazo, mas quando há vontade política pode-se alterar rapidamente as leis. Posicionei-me anteriormente contra as eleições diretas, não por não serem a nossa melhor saída, mas porque achava ruim alterar a Constituição por questões casuísticas, entendia que isto passaria ao exterior uma imagem negativa de nosso país, que destituiu uma presidente democraticamente eleita num processo de impeachment complexo e obscuro, e tiraria o seu substituto alterando a...

Leia Mais

A Absurda Sustentação de Temer...

            A atitude de Temer de não renunciar, apesar da torrente de denúncias que se avolumam contra ele e seus ministros e assessores, alguns já presos, tem produzido uma situação insólita e absurda, por extrema culpa do PSDB. Todos sabem que se o PSDB desembarcasse do Governo Temer, muitos outros partidos o seguiriam, deixando Temer sem base de sustentação no Congresso Nacional. E por que o PSDB dá sustentação a este Governo do PMDB?             O PSDB perdeu seu presidente e ex-candidato a presidente, Aécio Neves, morto politicamente. Serra se afastou por saúde, mas estava enrolado em denúncias. Geraldo Alckmin e FHC também terão também de se explicar. Por que então não ouvir as bases do partido, os tucanos jovens, que querem desembarcar do Governo Temer? A resposta é dupla: porque o PSDB tem...

Leia Mais

A solidão do não poder

            Enquanto eu escrevo este texto, os principais partidos políticos da base de sustentação do presidente Temer estão reunidos para decidir se e quando desembarcam do Governo. E, independentemente da edição ou não do áudio gravado pelo Joesley, da JBS, o Governo do presidente Temer acabou. Desde o início de seu mandato ele não tinha o apoio do povo, amargando índices de rejeição iguais ou maiores que o de Dilma no auge do processo de seu impeachment. Tinha como mérito sua profunda inserção no Congresso Nacional, ou seja, uma grande capacidade de negociar acordos e apoios. Mas considerando que este Congresso que aí está, na sua maioria envolvido na Lava jato, não passa de um grande balcão de negócios escusos, a inserção de Temer no Congresso em verdade é um demérito e não mérito,...

Leia Mais

A derrocada da República e do Governo Temer...

            Atendendo pedido da procuradoria Geral da República, e em base às delações premiadas de 78 executivos da Oldebrecht na Lavajato, o ministro Luiz Edson Fachin autorizou abertura de inquérito de 108 pessoas, dentre estes 76 inquéritos de pessoas de foro privilegiado, incluindo: 24 dentre 81 senadores, a maioria acusados de crimes como corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. Além de 24 senadores (quase 1/3), mais 8 ministros de Temer estão na lista (mais de 1/3), além de 3 governadores e 39 deputados federais de 13 partidos diferentes, incluindo PMDB, PT, PSDB, DEM, PSB, PSD, PRB, PR, PTB, PTC, PPS, SD e PC do B. Além disso, Os ex-presidentes FHC, Lula e Dilma serão alvos de inquéritos, mas sem foro privilegiado, e o presidente Temer só não será alvo porque...

Leia Mais

O Pacote do Sartori

            Com a derrota das esquerdas nas últimas eleições a direita se empoderou e vem logrando implementar reformas que visam a diminuição do tamanho do Estado, como no RS o Pacote do Sartori. O PMDB, que participou dos Governos Lula e Dilma, endossando políticas de Estado Máximo, agora está no espectro ideológico oposto, encabeçando propostas de Estado Mínimo, como as que propõe Sartori. E Sartori propõe isto agora, seu pacote não era promessa de campanha eleitoral. E quem troca de ideologia não a tem, possui apenas interesses.             De outro lado, os partidos de esquerda, frente ao Pacote do Sartori, votaram contra a extinção das Fundações estaduais e a favor do funcionalismo público, mas também votaram contra a alteração dos duodécimos dos repasses de recursos orçamentários aos poderes Judiciário e Legislativo. Em outras palavras,...

Leia Mais
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com