O EVANGELHO SEGUNDO JUDAS ISCARIOTES (e-book)

O e-book (livro eletrônico) “O EVANGELHO SEGUNDO JUDAS ISCARIOTES” é um romance histórico inédito sobre um bispo da Igreja Católica que, como narrador da história, conta ter recebido manuscritos antigos para traduzir, encontrados por um arqueólogo amigo. Desdobra-se na narração a vida do bispo e do arqueólogo, com um enredo de suspense e de amor, em que os personagens se vêem envolvidos em eventos históricos contemporâneos, como o 11 de setembro e o conflito israelense-palestino. Mas o extraordinário na obra são os textos atribuídos a Judas: um Evangelho que narra a vida de Jesus sob o ponto de vista de Judas, uma Epístola em que Judas conta sua própria vida e um Apocalipse, todos compondo uma ficção muito próxima da provável verdade histórica. O livro é fruto de seis anos de pesquisa e contém muita informação sobre a Igreja, Jesus, sua doutrina, e questões atuais do Oriente Médio.

LEIA UM TRECHO

Trecho do Livro “O EVANGELHO SEGUNDO JUDAS ISCARIOTES”

Eu sou Judas Iscariotes, aquele a quem chamam também de “traidor” e “diabo”. Mas não passo de um pobre infeliz: “Quem nunca pecou, que jogue a primeira pedra!” – disse o Mestre. Quem nunca avaliou mal e cometeu erros, me crucifique! Errei, provavelmente cometi o maior crime que alguém poderia perpetrar neste mundo: assassinar um Deus. E, como não poderia deixar de ser, padeço uma culpa de igual tamanho: infinita. Por que não logro sentir-me também eu um deus, um igual, capaz de não se arrepender e não ter remorsos? Talvez porque minha sina seja exatamente esta: ser a escória humana, o bandido supremo, o desprezo divino, a máxima malignidade possível. É já muito tarde para arrependimentos, os fatos já estão consumados, já sou, mesmo não querendo, aquele a quem todos atirarão no fogo maldizendo o nome. Já me tornei o que há de pior: o Flagelo de Deus. Mas, escrever-vos sobre o que sou e fui, sobre o que ocorreu, talvez seja a única forma possível de expiação e alívio, mesmo que insignificante diante da magnitude de minha culpa e arrependimento. Talvez eu possa mostrar-vos minha visão dos fatos, já sobejamente conhecidos, sob um ângulo completamente novo, de modo a que a compaixão e não a vingança, o perdão e não o ódio, seja despertado em vós. Afinal, as coisas não ocorreram exatamente como foram contadas. Ao menos dentro de mim, as senti sob um outro enfoque e sentido. E, certamente, vós vos espantareis com a profusão de detalhes faltantes, com a grande quantidade de fatos desconhecidos e de aspectos novos da doutrina e da vida do Mestre Jesus que sou capaz de trazer à luz sem esforço. Pois, não só fui um dos seus discípulos, como fui seu mais próximo e brilhante colaborador, uma espécie de conselheiro, e mais que isto, fui o único que ele chamou de amigo e irmão maior.

COMPRE AQUI

Relacionados

Tags

Compartilhe

Deixe aqui seu comentário

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com