Ano Novo Astrológico

Feliz Ano Novo! Sim, porque foi ontem, dia 20 de março às 18h 58m, que o Sol cruzou o Equador do hemisfério sul ao hemisfério norte, dando início à primavera para o andar de cima e ao outono para nós. Como para o homem pré-histórico o inverno lembrava as glaciações, sempre havia o medo de que o frio perdurasse dando cabo da vida. Por isto o outono-inverno nos mitos está associado à morte e a primavera-verão à vida, daí que o equinócio de 21 de março (neste ano caiu no dia 20) representa a passagem da morte (inverno) à vida (primavera), ou seja, simboliza a ressurreição. Osíris, Jesus e todos os heróis que morreram e ressuscitaram, eram festejados nesta data, associada às festas de fertilidade (chegada da primavera, início do plantio) e, no calendário cristão, à Páscoa. Daí também os símbolos da Páscoa serem símbolos de fertilidade e sexualidade: ovos e coelhos (a Playboy confirma). Portanto, o Ano Novo Astrológico está associado à Páscoa, em geral o primeiro domingo de Lua Cheia depois da entrada do Sol no signo de Áries (o cordeiro que os judeus sacrificam na Páscoa judaica, e o Cristo para os cristãos, sacrificado como um cordeiro).

Resta saber o que o Ano Novo prenuncia, em verdade as previsões não diferem em essência do que já estamos vivendo, mas apontam para um futuro que continuará vindo a partir do avanço tecnológico e do seu impacto sobre as nossas vidas. Vivemos já um tempo de contrastes e radicalismos, com embates e ódios que antes estavam represados, e que só podem ser superados pelo diálogo e pela racionalidade que disseca as emoções. As tendências são gerais, mas em cada país e indivíduo elas se configuram diferentemente, já que, como escreveu C.G.Jung: “os símbolos são universais, mas os significados são particulares“. Mas de qualquer modo, é difícil ser otimista nos dias de hoje. Mesmo que surjam da quebra de estruturas novos modelos e modos de atuar e ser, sempre haverá um sofrimento associado à mudança e à instabilidade, o medo do futuro estará presente, pois nos dias atuais nada que é sólido permanecerá de pé. E as coisas novas terão prós e contras, se alguém ganhar alguém deverá ter perdido, e certamente muitos perderão para uns poucos ganharem. E o que é pior, quando o radicalismo impera, a ignorância sobrepuja a inteligência, o que dificulta que das sombras surja a luz.

Feliz Ano Novo e Páscoa! Feliz Ressurreição! Quem estiver morto que ressuscite! E quem nascer de novo, dê um novo sentido ao velho em vez de matá-lo, mas um sentido que preserve as opiniões minoritárias de modo que a retidão se alie ao espírito de tolerância, capacidade de diálogo, perdão, gratidão e sobretudo amor em vez de ódio e violência.

Relacionados

Compartilhe

Deixe aqui seu comentário

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com